Vai-Vai celebra o título de escola campeã do Carnaval 2011

“Quando a Vai-Vai me convidou para o desfile, eles falaram que eu seria uma lição de vida para a escola. A minha conclusão depois de seis meses de convivência foi de que o amor da comunidade do Bixiga [região central de São Paulo] com a Vai-Vai e de cada elemento da escola é que foram uma lição de vida para mim. Mais um passo muito grande na minha vida, de aprender o que é o amor de uma comunidade”, afirmou à Folha.

A Vai-Vai fez 269,5 dos 300 pontos possíveis. A Acadêmicos do Tucuruvi e a Unidos de Vila Maria fizeram 269,25. Em quarto lugar ficou a Mancha Verde, com 268,75 pontos, e em quinto veio a Gaviões da Fiel, com 268,5. As escolas Nenê de Vila Matilde e Unidos do Peruche foram rebaixadas.

O maestro está nos Estados Unidos para fazer a divulgação da apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica, que acontecerá em setembro, no Lincoln Center, em Nova York. Disse que acompanhou a apuração do hotel e, desde a confirmação do resultado, seu telefone já havia tocado mais de 70 vezes.

“Eram os únicos quatro dias que eu tinha livre, após o desfile, para fazer a divulgação do concerto que terá a participação de dez integrantes da bateria da Vai-Vai. Mas na sexta-feira [11] estarei de casaca e borboleta branca novamente no Sambódromo. Quanta emoção!”, afirmou Martins referindo-se ao desfile das campeãs do Carnaval de São Paulo.

Para o homenageado, a escola de samba e sua orquestra têm em comum a superação das dificuldades. “Meu caso é de teimosia. A história da Vai-Vai é de superação, a história da minha Bachiana é de superação. Nós temos algo em comum, a escola ainda não tem uma quadra, e nós só teremos sede daqui três meses, ensaiamos em um hotel”.

A parceira com a agremiação nasceu depois que Martins viu a apresentação do maestro Isaac Karabtchevsky com a Mangueira. “Tocamos juntos há uns três anos, mas essa apresentação no Lincoln Center será a mais especial. Estou levando a bateria para mostrar o que a música tem em relação ao ritmo e o que o país teve de influência para chegar ao samba”, afirmou.

Logo no início, o desfile da escola foi marcado por dois acidentes. Com mais de 70 metros de comprimento, o carro abre-alas se desgovernou e teve sua lateral danificada. Isso não chegou a atrapalhar o desfile da escola, que entrou na avenida às 6h do sábado (5).

Martins teve o desafio de unir a música clássica ao samba da Vai-Vai. A mistura funcionou na avenida, onde se ouvia o som dos violinos que contagiou as arquibancadas.

Em vez de sair em cima do carro alegórico, o homenageado da noite optou por desfilar no meio dos ritmistas: sua função era reger a “orquestra”, que se apresentou em traje de “gala” — elegantes fraques sobre camisas. Ainda na área da bateria, a rainha Camila dividiu a passarela com a cantora Maria Rita, escolhida madrinha.

Dentre as celebridades que homenagearam o maestro visivelmente emocionado, estavam a apresentadora Ana Hickmann, o ex-jogador de futebol e campão do mundo Cafu, os integrantes da banda Restart e a cantora Fafá de Belém.

No final do desfile, o maestro fechou a apresentação da escola em um carro-alegórico ao lado do ex-presidente da escola Thobias . Vai Vai celebra o título de escola campeã do Carnaval 2011

Loading...
Related Video

Tags:

 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment