Tropa de choque da PM chega a presídio onde detentos estão rebelados em SP

Por volta das 6h30 desta segunda-feira (15), soldados da tropa de choque da Polícia Militar chegaram ao presídio Dr. Antônio de Queiróz Filho, em Itirapina (212 km de São Paulo), onde uma rebelião de presos já dura mais de 20 horas. De acordo com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), a medida é normal neste tipo de ocorrência.

A revolta na penitenciária começou por volta das 11h de domingo (14), supostamente após uma mulher, que visitava o marido, ser barrada durante a revista na portaria. Ao menos dois presos morreram. A SAP ainda não divulgou as circunstâncias das mortes nem o motivo da rebelião.

Um funcionário do presídio, que pediu anonimato, disse que o que houve foi um desentendimento entre os detentos. “Não é uma rebelião”, afirmou, acrescentando que as celas não foram depredadas nem incendiadas.

As negociações com os presidiários foram retomadas às 6h de hoje, mas até as 7h40 a situação permanecia a mesma.

Ao menos 68 familiares de detentos estão dentro do presídio, de acordo com a SAP. Não se sabe se eles são mantidos reféns ou escolheram ficar no local para evitar que houvesse confronto.

O presídio tem três vezes mais presos do que a capacidade original: são 692 detentos em um espaço com capacidade para 210, segundo a SAP.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment