Transportes ficam mais baratos e aliviam prévia da inflação em junho

A prévia da inflação do consumidor encerrou junho em 0,11%, uma desaceleração em relação à penúltima semana do mês, quando o índice que mede a variação dos preços no País atingiu 0,16%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (2) pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

O principal alívio do indicador de preços veio da queda de 0,73% no custo dos transportes, embora essa taxa represente uma leve aceleração em relação à penúltima prévia. Tanto é que o custo da tarifa de ônibus urbano teve alta de 1,94% no País, contra 1,73% da medição anterior.

Os gastos com educação também recuaram (0,1%) e ajudaram a frear o aumento dos preços para as famílias. Os custos com habitação, vestuário, saúde e despesas diversas também subiram em ritmo menor, o que ajudou o indicador desacelerar em junho.

Entre os itens que ficaram mais em conta estão roupas, medicamentos em geral, tarifa de eletricidade residencial e cursos não formais.

Os custos com alimentação aumentaram em ritmo maior na última prévia da inflação e os vilões foram panificados e biscoitos, 1% mais caros.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment