Suspeito morre e policial da Rota fica ferido em tiroteio em SP

Um suspeito morreu e um outro ficou ferido na manhã desta quinta-feira em uma troca de tiros no bairro Cooperativa, em São Bernardo do Campo (na Grande São Paulo). Um policial militar da Rota (grupo de elite da PM paulista) também foi baleado no tiroteio.

Segundo preliminares da Polícia Militar apontam que o policial trafegava de moto pela estrada Sadae Takagi, por volta das 5h30, quando foi abordado por dois criminosos, também de moto, em uma tentativa de assalto. O policial então teria reagido e trocado tiros com os criminosos.

O PM e os dois criminosos ficaram feridos e foram socorridos para hospitais da região, mas um dos bandidos não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso deve ser registrado no 3º DP de São Bernardo do Campo.

OUTROS CASOS

Outros dois policiais também foram baleados na noite de ontem em Mauá (Grande São Paulo) e na zona norte de São Paulo.

Em Mauá, um policial militar foi baleado ao tentar impedir um roubo ao mercado da família na rua Caetano Aletto, no Jardim Itapark Velho, por volta das 19h.

Três homens armados invadiram o mercado e anunciaram o roubo. Segundo a Polícia Civil, o militar tentou impedir o assalto, mas a munição da pistola falhou e ele foi baleado nas costas e nas pernas. Os ladrões fugiram levando R$ 56 do caixa do mercado.

Já na capital paulista, um policial rodoviário reformado foi baleado, por volta das 19h30, na região do Parque Novo Mundo, na zona norte.

O policial abria o portão da casa do pai na rua Soldado Cristóvão Morais Garcia quando dois homens se aproximaram e dispararam várias vezes.

Segundo a polícia, ao menos três tiros acertaram de raspão o braço e o pé do militar, que foi levado a um hospital da região. O caso foi registrado no 9º DP (Carandiru), mas ninguém foi preso.

MORTES

Neste ano, ao menos 66 PMs da ativa e 17 da reserva foram mortos no Estado. Por conta disso, policiais militares, que deveriam proteger a sociedade, estão buscando escoltas da própria polícia após ameaças de morte.

Outros policiais, por conta própria, estão saindo de suas casas, mudando rotinas ou se trancando em suas residências como prisioneiros.

A reportagem revelou no início do mês que documentos da facção criminosa que estão em poder da polícia e do Ministério Público mostram que os chefes do PCC ordenaram os ataques aos policiais.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment