Ronaldinho assume papel de líder

Paulo Galdieri – O Estado de S.Paulo

Meia do Flamengo diz que se imagina na Copa de 2014 e a sua presença no grupo de Mano Menezes vai aliviar pressão sobre os jovens talentos do time

Ronaldinho voltou à seleção brasileira de cabeça erguida. E já pensando em ser na Copa do Mundo de 2014 o líder que Mano Menezes precisa que seja agora no time nacional.

Embalado pela volta das boas atuações – com direito a gol olímpico em seu jogo mais recente pelo Flamengo – o camisa 10, que parecia adormecido para o futebol, se diz motivado para chegar ao Mundial do Brasil ainda no auge, mesmo com 34 anos.

“Me imagino (jogando a Copa no Brasil). Sonhar é muito importante. Há um longo caminho a percorrer, mas me imagino participando de uma Copa do Mundo no meu país.”

Mas para isso, Ronaldinho terá de assumir o papel de líder. Aos 30 anos ele se diz disposto a cumprir esta missão. E vai além. Para ele, sua volta à seleção será importante para que as cobranças em cima dos jogadores talentosos e jovens – como Ganso, Neymar e Pato – sejam menores e eles possam jogar tudo o que podem.

“Procuro treinar minha cabeça para chegar lá dividindo as responsabilidades. De uma hora pra outra jogaram muitas responsabilidades em cima dos jogadores jovens. Espero poder ajudar para que eles se sintam à vontade, soltos, alegres, para jogar tudo que sabem.”

Paulo Henrique Ganso, que foi apontado pelo próprio Mano Menezes como a grande referência da seleção renovada, mas que fracassou na Copa América, agradece o auxílio do Gaúcho.

“Imagino que todo mundo sabe que é, preciso tempo. É uma renovação e há muitos garotos bons de bola, começando sua historia na seleção”, falou o santista, que já se vê em melhor forma física e, jogando ao lado de Ronaldinho, mais capaz de corresponder às expectativas.

Causa e consequência. A oportunidade de jogar o amistoso de segunda-feira, em Londres, contra Gana, é encarada por Ronaldinho como o seu recomeço na seleção. E, segundo ele, nada disso teria acontecido se não fosse pela sua volta ao Brasil para jogar pelo Flamengo.

“Para mim está sendo maravilhoso voltar para a seleção, viver uma nova geração com jogadores de muita qualidade. Fiz parte de uma geração muito vitoriosa dentro da seleção e agora estou fazendo parte de uma nova etapa. Acho que meu momento no Flamengo me trouxe de volta à seleção”, afirmou.

Aos 30 anos, o meia se sente desvalorizado. Ele já ouviu de muita gente que o seu tempo na seleção acabou.

“No Brasil há a mania de achar que jogador com 30 anos é velho, que não serve. Lá fora os jogadores jogam até bem mais tarde.”

SONHO

Ronaldinho Gaúcho
MEIA DO FLAMENGO

“Sonhar é muito importante. Há um longo caminho a percorrer, mas me imagino jogando na Copa do Mundo no meu país”

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment