Protestos marcados para hoje devem travar trânsito na região da av. Paulista

A avenida Paulista, uma das vias mais importantes de São Paulo, deve ser o palco de três protestos na tarde desta terça-feira, o que deve complicar o trânsito na região. Entre os grupos que vão se manifestar estão os policiais civis, os funcionários estaduais da saúde e o Movimento Passe Livre, contra o aumento das tarifas do transporte público.

O protesto dos trabalhadores da saúde está marcada para as 14h e o da polícia, às 15h. Ambas no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo). Já a manifestação contra o reajuste das passagens das tarifas deve ocorrer a partir das 17h, na praça do Ciclista.

No caso do Movimento Passe Livre, esse é o terceiro protesto programado pelo grupo em menos de uma semana. Os outros dois ocorreram na região central, passando pelas avenidas Nove de Julho, 23 de Maio e Paulista. Na região de Pinheiros, zona oeste, o grupo também fechou a avenida Faria Lima e a marginal Pinheiros.

No protesto da última quinta-feira (6), houve confronto entre manifestantes e policiais militares, e foi deixado um rastro de vandalismo pela região, com muros e ruas pichadas, placas e lixeiras danificadas. Segundo os organizadores, ao menos 30 pessoas ficaram feridas.

POLÍCIA

Segundo o Sindicato dos Investigadores de Polícia, os 3.000 policiais que são esperados vão protestar contra o não cumprimento de acordos feitos com o governo de melhorias na carreira. Um deles é o de igualar o salário dos policiais ao de funcionários de nível superior. Assim, o piso sairia de R$ 1.476 para R$ 2.500.

Se os manifestantes chegarem a um consenso de que é necessário fazer uma paralisação, o sindicato vai agendar uma assembleia geral para o dia 5 de julho.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que está em constante negociação e afirmou que nos últimos dois anos concedeu 27,7% de reajuste.

SAÚDE

Em greve desde o dia 1º de maio, os trabalhadores estaduais da saúde planejam se concentrar no Masp e seguir até a Assembleia Legislativa, no Ibirapuera. Os grevistas reivindicam 32,2% de reajuste e vale refeição de R$ 26,22.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment