Prévia do PIB avança 1,29% em janeiro e supera expectativas

Depois de um 2012 de fraca atividade e um crescimento do PIB inferior a 1%, a economia iniciou o ano com sinais positivos na esteira da melhora da indústria e superou as expectativas dos analistas de mercado.

Segundo dados do Banco Central divulgados nesta sexta-feira, a economia avançou 1,29% em janeiro na comparação com dezembro (resultado com ajuste sazonal, que desconsidera efeitos de determinado período do ano).

Analistas consultados pela Reuters esperavam uma alta de 0,9% na comparação mensal em janeiro. Em dezembro, segundo o índice, a economia cresceu 0,26%, menos do que em novembro (0,57%).

O resultado está em linha com o desempenho acima do esperado na produção industrial. O crescimento da atividade nas fábricas em janeiro, de 2,5% em relação a dezembro, representou a evolução mais forte na comparação mensal desde março de 2010.

O setor produtivo foi apontado como um dos principais vilões do PIB modesto do ano passado. Em meio ao alto nível de estoques, concorrência com importados e famílias endividadas, a indústria terminou o ano com o pior desempenho (-2,6%) desde 2009.

Com estoques mais baixos e a impulsão de investimentos em infraestrutura, a expectativa é de retomada neste ano. Analistas acreditam em um avanço de 3%, capaz de conduzir o PIB para uma alta próximo a 3% também.

Embora em ritmo menor (0,6%), as vendas do varejo também contribuíram para que a atividade iniciasse 2013 em alta. Diferente da indústria, o comércio teve um ano positivo em 2012 e agora indica uma tendência de acomodação em 2013.

Apesar dos dados positivos de janeiro, analistas têm adotado posição mais conservadora sobre uma possível retomada da economia. A avaliação é de que é preciso aguardar uma evolução das informações da atividade nos próximos meses para saber se o quadro de recuperação se confirma.

No caminho da trajetória positiva, os riscos de inflação e a possibilidade de uma elevação na taxa de juros para mitigar os efeitos adversos nos preços pesam contra.

INDICADOR

O índice de atividade do Banco Central divulgado nesta sexta-feira é um indicador de abrangência nacional que busca refletir mensalmente a atividade econômica em determinado período.

O indicador acompanha a atividade econômica através de variáveis cujos comportamentos estão correlacionados à produção realizada nos três setores da economia brasileira (agropecuária, indústria e serviços) e dos impostos.

Já o Produto Interno Bruto (PIB), calculado e divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), não mede simplesmente a produção da economia, mas sim o valor adicionado pelos setores.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment