Preço de alimentos sobe mais, e inflação em SP acelera, diz Fipe

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou 0,27% na terceira prévia de agosto. O número representa uma aceleração em relação à segunda prévia, quando apresentou 0,21%. Também significa aceleração sobre a terceira prévia de julho, quando teve inflação de 0,19%. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (27) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O grupo habitação apresentou desaceleração e inverteu a tendência. Passou de uma inflação de 0,16% na segunda prévia de agosto para uma deflação de 0,01% neste terceiro levantamento. Já o grupo alimentação apresentou forte aceleração. O subíndice passou de uma inflação de 0,37% na segunda parcial de agosto para 0,74% na terceira pesquisa mensal – foi o item que, na variação ponderada, mais contribuiu para o IPC no período.

Transportes continuou no campo negativo, praticamente estabilizado, com uma deflação de 0,32% na segunda quadrissemana do mês, passando agora para uma deflação de 0,30% na terceira prévia de agosto – foi novamente o item que, na variação ponderada, menos contribuiu para a inflação.

Despesas pessoais também ficou praticamente estável. De 0,76% na segunda prévia de agosto passou para 0,77% nesta terceira parcial. O subíndice saúde apresentou aceleração. Depois de apresentar 0,41% na segunda parcial do mês, subiu para 0,60% nesta terceira pesquisa.

O segmento vestuário saiu do campo deflacionário e teve aceleração. De uma deflação de 0,02% no segundo levantamento de agosto, passou para uma inflação de 0,20%. Por fim, o segmento educação sofreu desaceleração, com uma inflação de 0,26% na segunda quadrissemana deste oitavo mês do ano, recuando para 0,10% neste terceiro levantamento parcial.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment