Policial do Bope morre em operação realizada em favela após manifestação no Rio

Um policial do Bope (Batalhão de Operações Especiais) morreu na noite desta segunda-feira (24) durante operação na comunidade Nova Holanda no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro. A unidade foi acionada depois que criminosos promoveram uma série de arrastões pela região, enquanto ocorria uma manifestação no bairro de Bonsucesso, também na zona norte.

O segundo sargento Ednelson Jeronimo dos Santos Silva, 42, foi baleado durante a incursão do batalhão na favela e não resistiu aos ferimentos. Segundo a Polícia Militar, o policial tinha 17 anos de serviço, sendo 13 deles no Bope, e deixa mulher e dois filhos. O enterro será realizado nesta terça-feira (25), no Cemitério Jardim da Saudade, em Jardim Sulacap, na zona oeste da cidade. O horário do sepultamento ainda não havia sido definido na madruga desta terça.

A PM informou ainda que, até a 0h30, o Bope permanecia na comunidade Nova Holanda. Eles chegaram ao local por volta das 20h30, para tentar localizar os responsáveis pelos arrastões. Os policiais utilizam um veículo blindado na operação. O Batalhão de Choque e a Força Nacional de Segurança também foram chamados para reprimir os atos criminosos na avenida Brasil.

Segundo a polícia, os assaltos a pedestres e motoristas foram praticados por pequenas quadrilhas, sendo algumas formadas por menores. Houve uma tentativa de fechamento da via para que os assaltantes pudessem agir com mais facilidade, impedida pela polícia.

PM fala sobre o número de presos na operação, mas até a 0h55 não havia recebido nenhuma resposta. Segundo uma agente da 21ª DP (Bonsucesso), vários homens –ela não soube precisar a quantidade– foram detidos e liberados em seguida na noite desta segunda, em decorrência da operação. O delegado não se encontrava no local por volta da meia-noite.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment