Polícia mata um suspeito do atentado em Boston e persegue outro

Policiais realizam nesta sexta-feira em Watertown, no subúrbio de Boston (EUA), uma megaoperação para capturar os dois suspeitos de cometer os atentados da última segunda-feira (15) durante a maratona da cidade, que deixaram três mortos e 178 feridos.

Segundo as autoridades locais, durante a perseguição os suspeitos sofreram um acidente em um posto de gasolina e abandonaram o veículo. Houve troca de tiros e um dos suspeitos foi baleado. Ele chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo no hospital. Um policial de trânsito também foi baleado e está em estado grave.

Em plena perseguição, como se fosse um filme de ação, os fugitivos lançavam explosivos de dentro do carro contra os agentes, segundo as testemunhas consultadas pelas televisões locais.

“Um dos suspeitos morreu, o outro está solto (…), armado e é perigoso”, disse à imprensa o comissário da polícia de Boston, Edward F. Davis. “Este homem é um terrorista, veio aqui para matar gente.”

As forças de segurança mantêm um intenso cerco com helicópteros e veículos blindados próximo de um shopping center em Watertown, onde acreditam ter cercado o segundo suspeito. As autoridades temem que haja explosivos na área.

Os moradores da região foram orientados a permanecer em casa, com as janelas fechadas, e só abrir a porta para oficiais de segurança.

A ação, que envolve equipes da Swat, FBI e Departamento de Segurança, teve início horas após a morte de um policial em um tiroteio dentro do campus do MIT (Massachusetts Institute of Technology), em Cambridge, também no subúrbio de Boston.

Segundo as autoridades de Massachusetts, o suspeito morto seria o mesmo registrado usando boné preto e óculos escuros nas imagens divulgadas ontem e hoje pelo FBI. Já o suspeito foragido seria o que aparece usando boné branco.

MORTE DE POLICIAL

Um policial foi morto a tiros na noite ontem no campus da universidade MIT (Massachusetts Institute of Technology), em Cambridge, no subúrbio de Boston.

A morte do policial no campus do MIT ocorreu por volta das 22h30 locais, próximo do prédio 32.

Segundo as autoridades locais, o policial trabalhava dentro do campus e respondia a uma queixa de discussão. O oficial, encontrado com diversos ferimentos a bala, foi levado em estado crítico a um hospital local, mas não resistiu.

A universidade disse em nota que a situação é “extremamente perigosa” e pediu aos estudantes que permaneçam dentro de suas casas.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment