Polícia diz que ex-presidente de associação da Rocinha vendeu fuzil para Nem

Por R7,

Moradora entregou à DRFA DVD com as imagens

Um DVD com imagens em que o ex-presidente da Associação de Moradores da Rocinha, William de Oliveira, aparece ao lado do chefe do tráfico na Rocinha, Antônio Francisco Bonfim Lopes, foi fundamental para que o líder comunitário tivesse a prisão temporária decretada pela Justiça.

O DVD com as imagens, um vídeo com 18 minutos de duração, foi entregue ao delegado Márcio Mendonça, da DRFA (Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis), durante a ocupação da Rocinha.

No vídeo, Willian, Nem e um outro traficante que aparece de costas conversam em uma mesa, na quadra da Cachopa, na Rocinha. Nem aparece de boné e com uma garrafa de uísque sobre a mesa. Em um dado momento, um fuzil AK-47 é apresentado a Nem. Ao fim do vídeo, o traficante que apresenta o fuzil a Nem e Willian recebem uma grande quantia em dinheiro.

Segundo o delegado Márcio Mendonça, Willian foi indiciado por venda de arma e associação ao tráfico. Ele considerou o vídeo uma prova suficiente, forte e segura.

- O Willian é uma pessoa influente. Ele já foi preso ao ser flagrado em uma interceptação com o traficante Bem-te-vi, mas infelizmente não foi condenado. Esperamos que agora ele pague. Ele sempre pregou imagem de bom moço, mas estava negociando a venda de uma arma numa quadra repleta de crianças que jogavam bola. Traficante não é exemplo de vida para as crianças. O Willian não é exemplo.

Ao ser apresentado, Willian negou as acusações. Ele disse que sabia da existência do vídeo e que a gravação foi uma armadilha feita pelo traficante Nem.

- Eu já tinha ciência desse vídeo. O Nem me chamou para conversar um dia antes da eleição [para deputado estadual em 2010, a qual não foi eleito] e disse que iria destruir a minha vida, caso eu entrasse no caminho dele. Ele tinha bebido e falava de forma agressiva. Pegou o dinheiro e me deu como doação para a campanha.  Eu aceitei, mas logo depois devolvi.

No Palácio Guanabara

No último dia 11, Willian esteve no Palácio Guanabara, onde acompanhou o anúncio feito pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de verba para implantação de núcleos para mediar conflitos em comunidades pacificadas.

Na ocasião, Willian afirmou que o traficante Nem deveria pagar pelos crimes que cometeu e que tenha chances para se ressocializar. Atualmente, Willian era presidente do movimento popular de favelas.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment