Perfeito no Japão, Vettel comemora ‘grande passo’ na disputa do título

Perfeito. Assim foi o final de semana do GP do Japão para o alemão Sebastian Vettel. Pole, melhor volta da corrida e vitória de ponta a ponta.

Como se não bastasse, seu maior adversário na disputa pelo título, Fernando Alonso, nem chegou à primeira curva em Suzuka, o que fez com que sua vantagem na ponta da classificação despencasse de 29 para apenas quatro pontos com cinco etapas para o final do Mundial de F-1.

“Ainda temos um longo caminho pela frente e vou ser muito cuidadoso ao falar sobre o campeonato”, disse o piloto da Red Bull após conquistar sua terceira vitória em 2012, a terceira em Suzuka e a 24ª da carreira, o que o fez empatar com Juan Manuel Fangio como o nono piloto a mais ter vencido na categoria.

“Realmente não poderia ter sido melhor. Raramente conseguimos um fim de semana assim e temos que aproveitar. Sei que demos um grande passo na disputa pelo título, mas já vimos várias vezes neste ano como as coisas podem mudar rapidamente, e ninguém sabe o que vai acontecer na próxima corrida”, completou Vettel, 25.

Largando em primeiro pelo quarto ano consecutivo no Japão, o alemão manteve a dianteira e não viu pelo retrovisor o toque de Alonso e Kimi Raikkonen que acabaria com o GP do ferrarista neste domingo.

Na tentativa de defender a sexta posição da qual havia partido, o pneu traseiro esquerdo da Ferrari de Alonso tocou na asa dianteira da Lotus do finlandês, o que fez com que o espanhol perdesse o controle de seu carro e rodasse, tendo de abandonar.

“Não sei o que o Kimi estava tentando fazer porque ele simplesmente não me deixou espaço nenhum”, esbravejou o espanhol, que, pela segunda vez neste ano, deixa de marcar pontos numa corrida –antes disso, no GP da Bélgica, já havia sido acertado pela outra Lotus, a de Romain Grosjean, também na largada.

Apesar de ter visto sua vantagem na liderança da classificação se reduzir de 37 para somente quatro pontos nas últimas duas corridas, Alonso tentou minimizar o péssimo resultado deste domingo.

“Faltando cinco corridas, agora vai ser um minicampeonato. Começamos com praticamente a mesma pontuação e temos que fazer um ponto a mais que o outro até o encerramento. Vamos ver o que conseguimos”, disse Alonso, que deixou o circuito antes de ouvir o hino alemão.

Vettel vibrou muito no pódio ao lado do brasileiro Felipe Massa, o segundo colocado, e Kamui Kobayashi, que conseguiu, em casa, o melhor resultado da carreira.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment