Palmeiras tenta repetir “segredo” de primeira volta à elite e passa a apostar na base

Em 2003, após o seu primeiro rebaixamento, o Palmeiras passou a garimpar novos talentos nas categorias de base. Sem muito dinheiro para contratar, essa seria a solução de um time órfão da Parmalat para conseguir reagir. E deu certo. O time foi campeão antes mesmo da última rodada e voltou à elite. Se na queda deste ano várias situações de 2002 se repetiram, a diretoria quer usar a mesma receita para subir também.

Naquela Série B, foram revelados justamente os camisa 9, 10 e 11: Vagner Love, Diego Souza e Edmilson. Já no atual time, há candidatos para bem mais posições. Na defesa, os laterais Bruno Oliveira e Luis Felipe e o zagueiro Wellington querem seus espaços. Desses, o mais rodado é justamente o último da lista, que já chegou até a ter chance com Luiz Felipe Scolari.

“Nosso pensamento é esse, de estar presente com o grupo e ajudar sempre. É ótimo ter o convívio com atletas mais experientes. Faltam apenas dois jogos para o término do ano, mas estamos dispostos a permanecer no grupo em 2013 independentemente de qualquer coisa”, disse o jogador ao site oficial.

Já Luis Felipe foi destaque ao lado de Gabriel Silva na Copa São Paulo de Juniores. Seu companheiro já está em terras europeias, enquanto que ele tenta se firmar após empréstimos por times de menor expressão no Brasil.

Mais à frente, no meio de campo, a briga fica ainda mais apertada. João Denoni e Patrick Vieira saem ganhando na concorrência. Observados por Gilson Kleina na época em que o treinador ainda comandava a Ponte Preta, eles ganharam o status de titulares e desbancaram queridinhos de Felipão, como Patrik e Márcio Araújo, por exemplo.

Os dois, inclusive, começam a cair no gosto do torcedor. Patrick já balançou as redes diante do Fluminense e só não enfrentou o Flamengo por ter torcido o pé esquerdo. Já Denoni machucou o ombro e não deve mais voltar nesta temporada.

“Sabia o quanto seria difícil, mas em nenhum momento senti a pressão. Entramos em um momento complicado, mas nunca deixamos de acreditar no nosso maior sonho, que era vestir a camisa do time profissional”, disse o volante que só deve voltar a atuar no Paulistão.

Há ainda Bruno Dybal e Diego Souza. Os dois foram campeões do mundo sub-20, mas demoraram a ter chances. Depois de muita novela, eles passaram a integrar o elenco principal. A chance também veio com Gilson Kleina, que passou a utilizar bem mais a base do que seu antecessor. Dybal, aliás, estreou no último domingo e só não foi para casa com uma assistência porque Maikon Leite desperdiçou belo passe.

“Muita coisa aconteceu este ano. Renovei meu contrato, cheguei à seleção sub-20 (foi campeão junto com Diego Souza e o zagueiro Luiz Gustavo) e agora tive minha primeira chance. Foi emocionante, que infelizmente culminou com o rebaixamento. Não queria que ficasse marcado por isso. Mas tenho certeza de que o Palmeiras vai dar a volta por cima e eu quero fazer parte dessa história”, disse.

Para fazer companhia a Hernán Barcos, a briga é solitária. Émerson é o único candidato de ataque, mas ainda não conseguiu nem mesmo entrar em campo com o time principal. Na Série B, a oportunidade pode ser maior.

Uma briga ainda mais difícil é a dos goleiros. Todos formados na base brigam por um espaço. Além do titular Bruno, na Academia de Futebol sempre estão Raphael Alemão, Fábio, Carlos e Pegorari, sem contar Deola, que voltará de empréstimo em 2013.

“A base do Palmeiras sempre deu respaldo e respeito para todos, desde as categorias mais inferiores até chegar ao principal. Já tive a oportunidade de sair emprestado em alguns momentos, mas o atleta que joga aqui precisa dar valor para a estrutura e para a maneira como o Palmeiras trata seus profissionais”, disse Alemão, reserva imediato de Bruno.

O primeiro teste para eles pode ser já neste domingo, diante do Atlético-GO. Com uma lista cheia de desfalques, Kleina precisará relacionar alguns deles para o jogo.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment