Mano ganha tranquilidade e anuncia nova convocação

por Época

Quando Mano Menezes assumiu a seleção brasileira ele prometeu colocar o time para jogar contra os melhores adversários possíveis. Era uma forma de suprir a falta de jogos competitivos, uma vez que o Brasil, como país-sede da Copa do Mundo de 2014, não participará das Eliminatórias do Mundial. Com o time desarrumado, o Brasil perdeu de grandes seleções como Argentina, França e Alemanha e a estratégia mudou. Gana, adversário desta segunda-feira, era a primeira seleção de um nível mais baixo na sequência de jogos do Brasil. Mas os africanos, que chegaram às quartas de final da Copa do Mundo de 2010, se provaram rivais duros para o Brasil.

Jogando no estádio Craven Cottage, em Londres, Brasil e Gana fizeram um jogo duro, cheio de faltas e cartões amarelos. Gana, que estava desfalcada de dois de seus principais jogadores, Asamoah Gyan e Andre Ayew, foi para cima do Brasil e Mano Menezes decepcionou ao abandonar logo de cara a vocação ofensiva do time que havia treinado. O meia Paulo Henrique Ganso, do Santos, saiu machucado aos 8 minutos e foi substituído pelo volante Elias. O time jogava de forma burocrática, mas conseguiu melhorar quando Opare recebeu o cartão vermelho, deixando Gana com dez jogadores. Aproveitando um buraco na defesa africana, Fernandinho lançou o atacante Leandro Damião, que entrou na área e bateu rasteiro para fazer 1 a 0 para o Brasil.

Em vantagem e com um homem a mais, Mano voltou a tentar colocar o time no ataque, promovendo a entrada do atacante Hulk no lugar de Fernandinho. Mesmo assim, o sistema ofensivo do Brasil continuou com dificuldades ao enfrentar a forte defesa de Gana, seleção que se destaca entre as outras africanas por sua aplicação tática e defensiva – uma herança do técnico sérvio Milovan Rajevac e mantida por seu sucessor e compatriota Goran Stevanovic. Sem criatividade – Ronaldinho Gaúcho não conseguiu repetir o bom futebol que tem mostrado no Flamengo – o Brasil apenas segurou o resultado.

A vitória por 1 a 0 foi magra, mas o jogo duro serviu para mostrar aos jogadores novatos o que é vestir a camisa da seleção diante de seleções de menor expressão, mas nem por isso menos perigosas do que as mais tradicionais. Para Mano Menezes, o resultado serviu para dar uma certa tranquilidade na sequência de seu trabalho, que agora soma 14 jogos, sete vitórias, quatro empates e três derrotas.

Os próximos dois desafios de Mano são contra a Argentina, no chamado Superclássico das Américas, reedição da Copa Roca, que prevê dois jogos contra os argentinos, em Córdoba e Belém. Os jogos são importantes, mas como o time só conta com atletas que atuam nos próprios países, é certo que a cobrança sobre o treinador será menor.

Também nesta segunda, ele anunciou os convocados para as partidas, que serão realizadas nos dias 14 e 28. Confira a lista abaixo:

Goleiros
Fábio (Cruzeiro)
Rafael (Santos)
Jefferson (Botafogo)

Laterais
Bruno Cortês (Botafogo)
Danilo (Santos)
Kleber (Internacional)
Mario Fernandes (Grêmio)

Zagueiros
Dedé (Vasco)
Henrique (Palmeiras)
Réver (Atlético-MG)
Rhodolfo (São Paulo)

Volantes
Casemiro (São Paulo)
Paulinho (Corinthians)
Ralf (Corinthians)
Rômulo (Vasco)

Meias
Cícero (São Paulo)
Lucas (São Paulo)
Oscar (Internacional)
Renato Abreu (Flamengo)
Thiago Neves (Flamengo)

Atacantes
Fred (Fluminense)
Leandro Damião (Internacional)
Neymar (Santos)
Ronaldinho Gaúcho (Flamengo)

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment