Líbia corta internet da população

Desde a sexta-feira, a Líbia cortou o acesso da população à internet. A constatação foi feita pela empresa de monitoramento Renesys. Os moradores também não conseguem fazer ligações internacionais.

A exemplo do Egito, o governo local tenta coibir a mobilização online e a disseminação de notícias sobre as formas violentas de repreensão das manifestações.

De acordo com a ONG Human Rights Watch, 233 pessoas já foram mortas desde o início das manifestações contra o ditador Muammar Gaddafi. Ele está no poder há 43 anos. Neste momento, não se sabe se Gaddafi ainda está ou se ele já deixou o país.

As manifestações na Líbia estouraram depois da queda do ditador Hosni Mubarak, no Egito, no último dia 11. Antes do Egito, a Tunísia promoveu a revolução de Jasmin, que tirou do poder o ex-presidente Ben Ali. A disseminação de informação proporcionada pela internet e seu poder de mobilização têm tido grande importância em todas as revoltas recentes que estouraram no mundo árabe.

Loading...
Related Video

Tags:

 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment