Jô brilha, Atlético-MG goleia São Paulo e avança na Libertadores

O Atlético-MG goleou o São Paulo por 4 a 1 na noite desta quarta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela volta das oitavas de final da Taça Libertadores, e avançou à próxima fase do torneio. Foi o pior revés são-paulino na história da competição.

Agora, o Atlético-MG espera o vencedor do confronto entre Palmeiras e Tijuana nas quartas de final. No primeiro jogo, os dois times empataram por 0 a 0, no México, e voltam a se enfrentar na próxima terça.

O destaque da partida desta quarta-feira foi o atacante Jô, que marcou três gols. Diego Tardelli fez o outro tento atleticano e Luis Fabiano descontou para o clube tricolor.

Após o apito final, Rosinei, do Atlético-MG, ainda foi expulso por dar um tapa em Carleto.

Na última quinta, no Morumbi, a equipe mineira já havia superado o rival por 2 a 1.

Eliminado do Paulista e da Libertadores, o São Paulo só volta a campo no dia 26 de maio, quando estreia no Campeonato Brasileiro contra a Ponte. Serão 18 dias sem jogos oficiais.

O JOGO

O técnico são-paulino Ney Franco foi para Belo Horizonte com problemas. Além da derrota no Morumbi, ele não pôde contar com o zagueiro Lúcio, expulso na última quinta-feira. Osvaldo e Aloísio, contundidos, também não foram relacionados.

A única notícia positiva foi o retorno do centroavante Luis Fabiano, que cumpriu quatro partidas de suspensão pela expulsão contra o Arsenal.

Assim, o treinador montou o São Paulo no esquema 4-2-3-1 com Douglas no meio de campo.

Do outro lado, Cuca só teve um desfalque: o zagueiro Leonardo Silva fraturou a mão e foi substituído mais uma vez por Gilberto Silva.

Com a equipe praticamente completa e uma formação similar à do São Paulo, porém mais ofensiva, o Atlético-MG partiu para o ataque.

Logo no primeiro lance, Jô arriscou de direita e assustou Rogério. Aos 2min, Ronaldinho cobrou uma falta no travessão do rival.

Depois de um início arrasador, os mandantes diminuíram a pressão e permitiram o crescimento do São Paulo. Só que aos 18min, Tardelli lançou na área, Bernard dividiu e a bola sobrou para Jô. O atacante emendou de esquerda e fez Atlético-MG 1 a 0.

A equipe paulista não esmoreceu com a desvantagem, mas deixou espaço para os contra-ataques. No mais perigoso deles, Bernard iniciou a jogada pela esquerda e concluiu na área. Tolói salvou em cima da linha.

Antes, Jô quase fez seu segundo gol ao desviar uma falta cobrada por Ronaldinho. Tardelli, de cabeça, também passou perto de ampliar o placar.

Na volta do intervalo, Ney Franco colocou seu time na ofensiva. Promoveu a estreia de Silvinho, recém-chegado do Penapolense, no lugar de Paulo Miranda. Douglas passou a atuar na lateral direita e o São Paulo ficou com dois atacantes.

No entanto, quem chegou com perigo foi o Atlético-MG. Aos 6min, Jô acertou o poste superior de Rogério.

No minuto seguinte, o time tricolor quase empatou com Silvinho, que não conseguiu completar um passe de Ganso na pequena área.

Ronaldinho respondeu em outra cobrança de falta perigosa. Porém, aos 18min, Jô não perdoou. Depois de um toque de cabeça de Leandro Donizete, o atacante ficou livre para fazer 2 a 0 e o seu segundo gol no duelo.

No minuto seguinte, Tolói recuou mal para Rogério, Tardelli chegou antes que o goleiro e o encobriu. Atlético-MG 3 a 0.

Aos 24min, Ronaldinho desceu pela esquerda e serviu Jô. Livre, ele marcou o quarto gol atleticano. O terceiro do atleta na partida.

Seis minutos depois, Luis Fabiano aproveitou o rebote de Victor e fez o de honra para o São Paulo.

A torcida que lotou o Independência já gritava ‘olé’ e ‘eliminado’. Após o apito final do árbitro uruguaio Roberto Silvera, Rosinei, que entrou na vaga de Tardelli, deu um tapa em Carleto e foi expulso.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment