Inflação do aluguel desacelera para 0,15% em abril, diz FGV

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado para reajustar a maioria dos contratos de aluguel, subiu 0,15% em abril, ante elevação de 0,21% em março, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira (29).

De janeiro a abril, o IGP-M acumula alta de 0,98% e, em 12 meses, de 7,30%. Em março, o indicador havia atingido avanço de 0,84% e, em um ano, de 8,06%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral, teve deflação de 0,12%, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30%, avançou 0,60%. A principal contribuição para o decréscimo da taxa desse índice partiu do grupo transportes (de 0,61% para 0,26%).

Também foi registrada desaceleração nas taxas de variação de outras quatro classes de despesa: educação, leitura e recreação (de 0,30% para -0,27%), alimentação (de 1,37% para 1,26%), comunicação (de 0,47% para 0,04%) e vestuário (0,70% para 0,53%). Os itens que mais contribuíram para estes movimentos foram: show musical (de 2,68% para -2,42%), aves e ovos (de 3,00% para -0,65%), tarifa de telefone residencial (de 0,77% para -0,78%) e roupas (de 0,73% para 0,69%), respectivamente.

Na contramão, os grupos saúde e cuidados pessoais (de 0,58% para 0,80%), habitação (de 0,48% para 0,52%) e despesas diversas (de 0,20% para 0,25%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com peso de 10% no índice geral, registrou elevação de 0,84%.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment