Índios da etnia munduruku ocupam sede da Funai em Brasília

Um grupo de cerca de 150 índios da etnia munduruku, oriundo de aldeias do Pará, ocupou nesta segunda-feira (10) a sede da Fundação Nacional do Índio (Funai), órgão público responsável pela proteção dos indígenas e estudos para demarcação de terras.

Segundo informações da TV Globo, os índios haviam solicitado à direção da Funai para utilizar um auditório para uma reunião. Após o encontro, contudo, eles resolveram permanecer no local até serem recebidos pelos dirigentes da entidade.

Os indígenas chegaram a Brasília na semana passada em dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para participar de uma reunião com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

A assessoria da Funai afirma que não houve invasão. Indagada pelo G1, a fundação não confirmou se os índios pretendiam passar a noite no prédio público. De acordo com os assessores, os munduruku estão acomodados em um auditório do primeiro andar do edifício.

Os munduruku que estão na sede da Funai são os mesmos que, no final de maio, haviam invadido a hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, em protesto contra a construção da usina. Na última quinta (6), o grupo foi impedido de entrar no prédio do Congresso Nacional pela Polícia Legislativa.

Após a intervenção de um deputado do PT ligado a movimentos sociais, os indígenas conseguiram protocolar uma carta na presidência da Câmara dos Deputados. No documento, eles pediram que os parlamentares não aprovassem qualquer projeto encaminhado pelo Executivo que propusesse a construção das usinas hidrelétricas de Tapajós e Teles Pires, ambas em território paraense.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment