Imóvel onde lojista se matou foi palco de tragédia há 26 anos

“Quando descobri, pensei: ‘Putz, o mesmo lugar?!’” A invasão de uma loja por um representante comercial que fez 15 pessoas reféns e depois se suicidou levou o jornalista Juca Kfouri a rememorar um triste episódio familiar de 26 anos atrás.

 Imóvel onde lojista se matou foi palco de tragédia há 26 anos

Jornalista Juca Kfouri relembra assassinato do pai após lojista fazer reféns e se matar no mesmo local 26 anos depois

O crime de anteontem, dia 29 de junho, ocorreu no local onde ficava a casa da família Kfouri, na rua Professor João Brito, Itaim Bibi, zona oeste. Em 1985, também em 29 de junho, morria o procurador aposentado Carlos Alberto Gouvêa Kfouri, 67, pai de Juca, após 11 dias internado.

Carlos Alberto foi baleado na barriga em frente àquele mesmo imóvel ao notar que um ladrão armado tentava arrancar um cordão do pescoço de sua mulher. “Meu pai viu a cena e disse para o assaltante: ‘Não faça isso, ela vai entregar’”, disse Juca, colunista da Folha. O criminoso atirou e fugiu.

O imóvel foi demolido anos depois e, mais recentemente, virou loja de atacado da Planet Girls.

INVASÃO

O lojista Pedro Jorge Saraiva, 41, que na última quarta-feira invadiu a loja Planet Girls, fez reféns e depois se matou. Ele não se conformava com a quebra do contrato de representação comercial e estava disposto a renegociar com a rede para retomar o negócio.

Saraiva, que trabalhava como representante comercial da marca na cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais, havia nove anos, perdeu o contrato em 2009. Pouco tempo depois, sua loja faliu e a família se endividou, segundo Adriana Saraiva, sua mulher e sócia no negócio.

Treinamento PMP, PMP, PMI, Cursos, Curso SAP, Cobit, Itil, Iphone, Ipad, PMI 4 Edicao, Treinamento, Gerenciamento de Projetos, Pmi Pmbok, Certificação PMP, Projeto PMI, Curso PMP, Funcional

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment