Gianecchini deve receber alta do hospital Sírio-Libanês na sexta

folha.com.br

O ator Reynaldo Gianecchini, 38, iniciou na segunda-feira (22) a quimioterapia no Hospital Sírio-Libanês para tratamento do linfoma não Hodgkin (variante de câncer que afeta as células do sistema linfático) diagnosticado há mais de uma semana.

Ele deve ter alta na sexta-feira, segundo seu médico, Raul Cutait.

O início da quimioterapia teve um atraso de cinco dias em razão de um sangramento ocorrido no momento de implantar um cateter venoso central (tubo plástico usado para aplicar o medicamento) na veia subclávia do ator.

CASO RARO

Cutait afirma que a intercorrência não é comum, mas pode ocorrer em até 5% dos procedimentos, de acordo com a literatura médica.

“Passo cateter todos os dias em pacientes com câncer e, em toda minha carreira, só tive dois casos [de sangramento]. Um há 39 anos e esse outro agora.”

Segundo o médico, Gianecchini tem uma anatomia que desfavorece o cateter descer direito pela veia –a sonda pode ter “raspado” a veia.

Outra possibilidade é que a complicação tenha ocorrido por distúrbios da coagulação do sangue.

Pacientes com linfoma podem ter esse tipo de alteração no organismo, o que os tornam mais vulneráveis a sangramentos como o que acabou afetando Gianecchini.

Além de Cutait, o ator é acompanhado pelos médicos David Uip, infectologista, e Yana Novis, hematologista.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment