Fora do padrão Fifa, estádios deverão ter bancos de reservas modificados

Recém-reformados ou construídos, os seis estádios da Copa das Confederações deverão passar por novos ajustes em breve para receber o torneio entre 15 e 30 de junho: os bancos de reservas instalados no Maracanã, no Mineirão, na Arena Pernambuco, no Mané Garrincha, na Fonte Nova e no Castelão não se enquadram no caderno de encargos da Fifa. Quatro cidades-sedes já foram notificadas pela entidade sobre a alteração e preparam a mudança: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Recife.

A necessidade do ajuste se dá por conta da construção nas seis novas arenas: os bancos estão localizados abaixo do nível do campo de jogo – com degraus para subir ao gramado -, fora do padrão exigido pela Fifa. Em contato com o GLOBOESPORTE.COM, os responsáveis pelas obras em Salvador e Fortaleza afirmaram que não receberam nenhum comunicado da entidade ou do Comitê Organizador Local (COL) sobre o assunto. Em Belo Horizonte, oficialmente a assessoria de imprensa da Minas Arena disse que os bancos foram feitos “rigorosamente dentro dos padrões da Fifa” e que a administradora do Mineirão também não foi notificada sobre mudanças.

Mas, se o caderno de encargos da Fifa for seguido à risca, todos os estádios da Copa das Confederações precisarão se adequar às exigências. O livro pode ser encontrado no site oficial da Copa do Mundo de 2014. Na página 85 da quinta edição, há o seguinte texto:

Os bancos devem ser instalados ao nível do solo, mas não devem obstruir a visão dos espectadores. Eles devem ser protegidos por uma concha transparente do tipo Plexiglas contra intempéries e objetos lançados por espectadores”.

Além disso, o documento ainda mostra as medidas exatas que a estrutura deve ter para competições da entidade:

livrofifabancoreservas Fora do padrão Fifa, estádios deverão ter bancos de reservas modificadosCaderno de encargos da Fifa tem as recomendações para os bancos de reservas (Foto: Reprodução)

Em Brasília, a Secopa-DF confirmou que haverá troca do equipamento antes da Copa das Confederações. Pelo projeto original, há um desnível de aproximadamente 30 cm no espaço reservado para os bancos que serão usados na abertura do Mané Garrincha, dia 18 (final do Campeonato Brasiliense), e na partida entre Santos e Flamengo, dia 26, pelo Brasileirão. Porém, para o torneio da Fifa, a entidade vai instalar bancos próprios dentro das exigências do caderno de encargos e eles ficarão como legado para o estádio.

Palco da abertura da Copa das Confederações, a arena da capital federal ainda corre contra o tempo para ficar pronta e o banco nem foi instalado até o momento. Segundo a Secopa, quando houver a troca do equipamento não haverá prejuízo para a visibilidade dos torcedores que ocuparem as primeiras filas.

No Rio de Janeiro, a Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), responsável pelas reformas no Maracanã, não soube informar sobre a necessidade de troca no banco de reservas do estádio da final da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014. Em resposta à solicitação do GLOBOESPORTE.COM, o órgão afirmou por email que vai “apurar os fatos”. A assessoria de imprensa do COL também disse que também não sabe sobre as mudanças.

Em Recife, os bancos atuais (chamados de “modelo legado”) serão substituídos durante os torneios da Fifa e quatro fileiras de assentos na arquibancada, localizadas atrás do equipamento, não serão usadas por torcedore. Depois da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, a Arena Pernambuco voltará a ter os bancos que estão instalados atualmente.

Nos outros cinco estádios, pelo menos três fileiras de assentos que ficarão atrás das estruturas não terão a visão completa do campo de jogo. Segundo a Fifa, a situação já era esperada, tanto que os ingressos para estas cadeiras não estão sendo vendidos.

- Os assentos localizados diretamente atrás dos bancos de reservas serão destinados aos membros (equipe técnica) das equipes que disputam a partida, já que nenhum assento com visibilidade reduzida é colocado à venda. É também por esta razão que a capacidade dos estádios durante a Copa das Confederações e Copa do Mundo é significativamente menor do que nos jogos normais (instalações temporárias, tais como plataformas de câmera, podem inutilizar alguns assentos) – explicou o departamento da comunicação da entidade por email.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment