Deputado vai pedir alteração na classificação etária do filme ‘Ted’

O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), afirmou nesta quarta-feira (26) que irá encaminhar ofícios à Mesa da Câmara e aoMinistério da Justiça pedindo que seja alterada a classificação etária do filme “Ted”.

Não recomendado para menores de 16 anos, o filme conta a história de um homem adulto que tem como único amigo um urso de pelúcia que fuma maconha, ingere bebidas alcoólicas e fala palavrões.

“Vou buscar o entendimento para fazer valer minha reivindicação [...] Eu vou fazer minha parte, tenho minhas condições e princípios. Eu decidi que tem de mudar a classificação. É como colocar a Branca de Neve e chegar lá e ter a Branca de Neve prostituta”, disse o deputado.

Protógenes contou no Twitter, na noite de domingo (23), que levou o filho Juan, de 11 anos, para ver o filme e achou “um absurdo” ver uma cena em que o urso, personagem do filme, consumia drogas. Segundo o deputado, a cena é “apologia” às drogas. Protógenes chegou a dizer que acionaria meios legais para que ‘Ted’ fosse tirado das salas de cinema brasileiras.

O deputado ainda argumenta que, por se tratar da história de um bicho de pelúcia, muitas crianças são atraídas para o filme.“Em qualquer cinema você não vê adultos sozinhos. São as crianças que querem ver a história do ursinho”, disse o parlamentar.

Na manhã desta quarta, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que “a censura é proibida no Brasil” e, por isso, não há hipótese de o governo suspender a exibição no país do filme “Ted.” Mesmo assim, o deputado acredita que possa conseguir alterar a classficação.

“Eu acredito que ele [ministro] não vai ser contrário às reivindicações que vou fazer”, disse.

A classificação indicativa de filmes e programas de televisão é feita por um órgão da Secretaria Nacional de Justiça, ligada ao ministério. Segundo Cardozo, qualquer pessoa que considere que a classificação deva ser alterada, pode entrar com representação, que será analisada pela pasta.

O ministro disse que não assistiu ao filme e, questionado se considerava necessário elevar a faixa etária de “Ted”, respondeu que a classificação foi feita com base em critérios técnicos e, a princípio, “ela é acertada”.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment