Corinthians bate Vasco e vai à semifinal da Libertadores

O sonho corintiano de conquistar o título inédito da Libertadores continua vivo. Com um gol de cabeça do volante Paulinho já aos 42 minutos do segundo tempo, o Corinthians derrotou o Vasco por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, e garantiu a vaga na semifinal da competição – no jogo de ida, semana passada, no Rio, houve empate de 0 a 0.

A torcida corintiana fez uma bonita festa, lotando o Pacaembu e empurrando o time durante os 90 minutos da decisão desta quarta-feira. E comemorou a histórica classificação, que já iguala a melhor campanha do Corinthians na Libertadores, repetindo a edição de 2000, quando também disputou a semifinal e acabou sendo eliminado pelo rival Palmeiras.

A definição do adversário corintiano na semifinal ainda depende dos outros dois confrontos das quartas de final, que acontecem nesta quinta-feira. Se o Santos avançar, haverá um novo duelo brasileiro. Caso contrário, o Corinthians irá jogar com o vencedor de Universidad de Chile e Libertad, porque o Vélez Sarsfield seria obrigado a pegar o Boca Juniors.

Como já era esperado, o primeiro tempo do jogo teve uma intensa disputa pela posse de bola, com muita marcação e disposição dos dois times. Mais recuado, apostando no contra-ataque, o Vasco levou perigo nas bolas paradas de Juninho Pernambucano. A principal delas foi aos 10 minutos, quando o goleiro Cássio teve problemas para conseguir defender.

Empurrado por sua torcida, o Corinthians tentou pressionar no primeiro tempo, mas encontrou dificuldades para superar a marcação vascaína. Mesmo assim, teve duas grandes chances. Aos 19 minutos, após uma sobra dentro da área, o chute de Emerson foi travado na hora por Fagner. E aos 31, Fernando Prass fez linda defesa na forte cabeçada de Paulinho.

No segundo tempo, os dois times retornaram sem alterações. Mas, logo aos três minutos, o Vasco foi obrigado a fazer uma mudança, quando Thiago Feltri sofreu lesão e o hoje meia Felipe entrou para voltar a jogar como lateral. O panorama do jogo continuou o mesmo, com muita luta pela posse de bola e equilíbrio. A tensão, porém, aumentava cada vez mais.

O clima quente dentro de campo contagiou quem estava fora. Nervoso pela não marcação de uma falta, o técnico Tite reclamou muito do árbitro e foi expulso aos 11 minutos. Depois disso, o Vasco teve a melhor chance para marcar o gol. Aos 17, Alessandro falhou feio e Diego Souza ficou sozinho na frente de Cássio, mas o goleiro fez defesa milagrosa.

Empolgado, o Vasco quase marcou também no lance seguinte. No escanteio, Nilton subiu bem e cabeceou forte, mandando a bola no travessão. Depois disso, os dois times mudaram: Carlos Alberto entrou no lugar de Eder Luís, enquanto Willian substituiu Jorge Henrique. Melhor para o Corinthians, que acertou a trave com o chute de Emerson aos 31 minutos.

Após mandar a bola na trave, Emerson foi substituído por Liedson. Mas, apesar das mudanças de Tite, o herói corintiano foi novamente Paulinho, que tem sido o principal jogador do time na temporada. Em cobrança de escanteio de Alex, já aos 42 minutos, ele subiu sozinho na área e cabeceou para fazer 1 a 0, dando a classificação para o Corinthians.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 x 0 VASCO

CORINTHIANS – Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Jorge Henrique (Willian) e Emerson (Liedson). Técnico: Tite.

VASCO – Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri (Felipe); Rômulo, Nilton, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Eder Luís (Carlos Alberto) e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges.

GOL – Paulinho, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

CARTÕES AMARELOS – Jorge Henrique, Alessandro, Paulinho, Emerson, Renato Silva, Nilton, Juninho Pernambucano e Eder Luís.

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment