Cientistas criam tratamento menos agressivo para câncer de próstata

Uma nova técnica criada para combater o câncer de próstata, desenvolvida por pesquisadores dos Estados Unidos, promete reduzir a exposição de pacientes a produtos químicos embutidos nas doses de quimioterapia e aumentar a qualidade de vida durante o tratamento, já que órgãos vitais ficariam menos prejudicados.

De acordo com estudo elaborado por pesquisadores da Universidade de Missouri, publicado nesta segunda-feira (16) na revista da Academia Americana de Ciências, a “PNAS”, a nova técnica consiste em tratar os tumores com nanopartículas de ouro e um composto encontrado em folhas de chá.

Kattesh Katti, professor de radiologia e física da Escola de Medicina da universidade, disse que sua equipe descobriu na folha de chá um composto especial que é atraído por células cancerígenas dos tumores. Ele disse ainda que esse composto ajudaria a “entregar” ao tumor as nanopartículas de ouro radioativas, destruindo as células tumorais de forma eficiente.

Atualmente, o tratamento de câncer de próstata injeta centenas de “sementes” radioativas na próstata. No entanto, de acordo com o estudiosos, o tratamento não é eficaz no caso de tumores agressivos.

Tumor reduziria em 28 dias
No artigo da “PNAS”, os cientistas de Missouri apresentam um método que, em vez de aplicar várias injeções, seriam utilizadas no máximo duas. Com isso, o tumor reduziria de tamanho em 28 dias. Entretanto, os testes com esta metodologia foram aplicados apenas em camundongos e, futuramente, ocorrerá em cães. Ainda não há um prazo para que o tratamento aconteça com humanos.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), entre todos os tipos de câncer no Brasil, o de próstata ainda atinge mais os homens que o de mama afeta as mulheres. Apesar de a próstata ser o problema mais frequente nos homens, com 60.180 novos casos previstos para 2012, o câncer de pulmão mata mais.

Casos previstos de câncer em homens no Brasil*
Próstata – 60.180
Traqueia, brônquios e pulmões – 17.210
Cólon e reto – 14.180
Estômago – 12.670
Cavidade oral – 9.990

Cânceres que mais matam homens no Brasil**
Traqueia, brônquios e pulmões – 13.677
Próstata – 12.778
Estômago – 8.633
Cólon, reto e ânus – 6.452
Esôfago – 5.923

* Estimativas para 2012
**Dados de 2010 do SUS

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment