Briga por título acirra rivalidade entre Alonso e Vettel antes de possível parceria na Ferrari

A imprensa europeia chegou a cravar que Sebastian Vettel já teria um pré-contrato com a Ferrari a partir de 2014, informação negada por todas as partes, mas que fez sentido após a renovação de apenas um ano com Felipe Massa. Apesar de a escuderia italiana cultivar uma tradição de segundos pilotos nos últimos anos, há a possibilidade de uma dupla explosiva com Fernando Alonso, justamente o maior rival do alemão na briga pelo título de 2012, que será definido no próximo domingo em Interlagos.

Os dois possíveis companheiros de equipe polarizaram a disputa pelo título na reta final desta temporada, e a rivalidade ficou acirrada a partir do GP da Índia, no mês passado, quando Alonso menosprezou a capacidade de Vettel ao dizer que estava competindo com Adrian Newey, projetista da equipe Red Bull.

“Não creio que haja um único fator de destaque para fazer a diferença”, rebateu Vettel na ocasião. O alemão está com 13 pontos de vantagem sobre o espanhol a uma corrida do fim do campeonato, e precisa de apenas um quarto lugar no GP do Brasil para ser campeão sem depender de resultados.

O tricampeonato de Vettel seria o seu segundo duro golpe contra Alonso, que perdeu o título de 2010 para o alemão depois de chegar com vantagem na última corrida do ano. Se a rivalidade entre os dois já tem um histórico, só tende a aumentar caso eles se tornem companheiros de equipe em 2014.

O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, negou o boato dizendo que não aceitaria “dois galos no mesmo poleiro”. Por outro lado, o mau desempenho de Felipe Massa no começo da temporada fez surgir especulações sobre uma troca por um piloto mais agressivo. Acontece que o histórico da escuderia nos últimos anos mostra uma tendência de submissão dos chamados “segundos pilotos”.

Tem sido assim com Massa e Alonso, foi assim com Barrichello e Schumacher. A última parceria potencialmente explosiva da Ferrari foi em 1990, com Alain Prost e Nigel Mansell, mas apenas o francês conseguiu brigar por título naquela temporada – perdeu para Ayrton Senna.

Nada parecido com o que aconteceu na McLaren em 2007, quando a equipe inglesa trouxe o então campeão mundial Alonso para fazer dupla com o “prata da casa” Lewis Hamilton. Como resultado, os dois brigaram até o final pelo título, mas acabaram sendo ultrapassados por Kimi Raikkonen, no último título da história da Ferrari.

Para voltar a ser campeã, a escuderia italiana precisa colocar Alonso no pódio em Interlagos e torcer muito contra Vettel. Independentemente de quem for o campeão no domingo, este campeonato terá sido mais um capítulo na rivalidade entre dois pilotos que, em 2014, podem estrelar a dupla mais problemática da Fórmula 1 nos últimos anos.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment