Brasileiro tem até fim do mês para comprar carro importado mais barato

Maioria das empresas vai repassar novo IPI só em 2012 e alta virá primeiro para luxuosos

Por R7,
Se você pretende comprar um carro importado e quer economizar, vale a pena ir à loja até o fim de dezembro. A maioria das montadoras estrangeiras que vende carros aqui só vai repassar o aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que entra em vigor nesta sexta-feira (16), no início do ano que vem.

A reportagem do R7 procurou seis empresas – Chery, JAC Motors, Hyundai, Mercedes Benz, Kia e BMW – para descobrir como o aumento do imposto será repassado para o consumidor final.

Quatro disseram que o aumento chega só em janeiro, mas todas admitiram que o cliente vai pagar a conta se quiser um automóvel importado. Quanto mais luxuoso e caro for o carro, mais rápido esse aumento vai chegar, dizem especialistas.

A assessoria da Chery, que começa a construir uma fábrica em Jacareí (SP) no início de 2012, informou que os preços dos veículos serão mantidos até janeiro, pelo menos, já que o estoque de carros produzidos na China e nacionalizados é suficiente para suprir a procura até lá.

Além disso, a montadora chinesa espera, segundo sua assessoria, por uma definição do governo quanto à possível mudança na forma de tributação do IPI em 2012, apesar de o ministro Guido Mantega ter dito na quarta-feira (14) que a alteração na cobrança do imposto para carros nacionais virá só em 2013.

A chinesa JAC Motors, que assim como a Chery atua com modelos mais populares no país, também afirmou que só deve remarcar os preços em 2012 porque todos automóveis da marca que estão nas lojas brasileiras já pagaram o IPI antigo

A sul-coreana Hyundai explicou que “não vai repassar o valor até o final do ano, ou seja, até 31 de dezembro os carros vão permanecer com o mesmo valor”.

Já a compatriota Kia disse, por meio da assessoria, que não tem nenhuma informação sobre o assunto, mas deve divulgar um posicionamento oficial sobre o assunto ainda hoje.

Os carros das montadoras alemãs também ficarão mais salgados. AMercedes Benz disse que a tabela atual, sem o aumento do IPI, “será mantida até o final de dezembro” porque já faturou alguns modelos que estão no estoque. Porém, admite que, a partir de janeiro, terá uma nova tabela com valores corrigidos – os novos preços e o tamanho médio do aumento não foram informados.

A BMW ainda não definiu como será o repasse do imposto para o consumidor. Segundo a assessoria, a empresa não “está se pronunciando” sobre o assunto, mas admite que vai ocorrer o aumento e que está vendo o impacto para passar da melhor forma possível ao consumidor.

Alguns modelos específicos das montadoras instaladas no país também ficarão mais caros com o novo IPI – isso se limita, no entanto, a carros luxuosos. A Ford, por exemplo, tem fábricas no Brasil, mas produz e traz o SUV de luxo Edge do Canadá.

Esse modelo, que agora custa a partir de R$ 119,9 mil no país, ficará 5% mais caro a partir desta sexta-feira (16). Se a montadora elevar o preço em 5% como afirmou, o Ford Edge passará a custar R$ 125,4 mil.

Alta do IPI

Em setembro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou a elevação de 30 pontos percentuais do imposto sobre os automóveis vendidos no Brasil, mas a medida isenta as fábricas que produzem pelo menos 65% das peças no Brasil e preenchem seis de 11 requisitos estipulados pelo governo.

O governo quer atrapalhar as vendas de carros importados no país, sobretudo os chineses, que invadiram o país e prejudicam a indústria nacional. A medida vale até dezembro de 2012, mas carros fabricados na Argentina e México estão fora da nova regra porque têm um acordo comercial com o governo brasileiro.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment