Berlusconi já admite derrota em referendo com alta participação na Itália

13 MHG mun berlusconi 300x191 Berlusconi já admite derrota em referendo com alta participação na ItáliaReconhecendo mais uma provável derrota, o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, admitiu que o governo deverá ser obrigado a desistir dos planos de retomar a energia nuclear no país devido ao referendo lançado no domingo e encerrado nesta segunda-feira. As usinas nucleares italianas foram fechadas após um referendo em 1987. A nova consulta, que foi realizada em conjunto com perguntas sobre outras três questões, deve provocar mais um revés político para o premier, que há duas semanas viu seu partido sofrer perdas nas eleições locais.

“A Itália, seguindo a decisão que o povo italiano está tomando agora, provavelmente terá que despedir-se da questão das centrais nucleares”, afirmou Berlusconi, em uma entrevista coletiva ao lado do premier de Israel, Benjamin Netanyahu.

As primeiras parciais do referendo, que também consultava sobre o direito de proteção judicial de Berlusconi e de ministros do governo, os serviços públicos de água, da cobrança de taxas relacionadas à água deram vitória esmagadora ao “sim”, com média de 95% dos votos em cada uma das consultas.

De acordo com o jornal italiano “Corriere della Sera”, o “sim” contabilizou 95% dos votos nas questões sobre energia nuclear e proteção judicial de membros do governo, incluindo o premier; e 96% nas consultas referentes à privatização do abastecimento de água e impostos relativos ao sistema hídrico.

Apesar do medo de que o eleitorado italiano não contabilizasse 50% da população votante mais um, os primeiros dados oficiais indicam a participação de cerca de 57% dos eleitores. Como a oposição a Berlusconi era mais propensa a votar, o premier e seus aliados já esperavam que o “sim” saísse vitorioso mesmo antes das primeiras divulgações oficiais. O último referendo a alcançar quórum foi em 1995, e desde então outros seis foram invalidados devido à baixa participação.

Opondo-se às propostas, que derrubariam leis aprovadas por seu governo, Berlusconi disse na semana passada que não iria votar. A oposição, no entanto, fez uma forte campanha pela votação e parece ter tido sucesso: domingo à noite, quando os postos de votação foram fechados, a participação girava em torno de 41% dos eleitores. A votação termina nesta segunda-feira.

A vitória do “sim” nas outras consultas além da energia nuclear significa o fim das leis que determinam a privatização do abastecimento de água e permitem a cobrança de taxas pelas empresas, além da perda do direito de proteção judicial, que permite a Berlusconi e a outros membros do governo alegar “legítimo impedimento ou conflito de horário” para não comparecer a tribunais.

PMP, Projeto, Treinamento, Itil, Cobit

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by admin

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment