Bento 16 começa preparação para despedida em último dia de retiro espiritual

Em seu último dia de retiro espiritual, o papa Bento 16 começa nesta sexta-feira (22) a se preparar para a maratona de atividades que marcará o fim de sua trajetória no cargo mais importante da Igreja Católica. O pontífice oficializará sua renúncia no dia 28 de fevereiro.

Desde o último domingo (17), Bento 16 vive um “momento de profunda reflexão espiritual” ao lodo do espírito mais “profundo e positivo”, segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, que pediu respeito a esse “espírito” tanto aos jornalistas como aos fieis.

As atividades públicas do pontífice, que foram canceladas nesta última semana, voltam ao normal no sábado (23), às 11h30, quando ele se reunirá em audiência privada e de despedida com o presidente da Itália, Giorgio Napolitano.

No domingo (24), o papa Bento 16 conduzirá sua última celebração do Angelus dominical. Na cerimônia anterior, no domingo (17), o pontífice pediu aos fiéis que rezem por ele e para o próximo papa.

Bento 16 aproveitou também para pedir a renovação da Igreja Católica no tempo de Quaresma e que todos os seus integrantes reneguem o “orgulho” e o “egoísmo.”

A segunda-feira (25) será dedicada ao encontro com cardeais em audiências individuais. E, após um dia de descanso sem atividades oficiais, Bento 16 celebrará sua última audiência geral na praça São Pedro, no Vaticano, em seu penúltimo dia de papado.

Já no último dia de sua gestão o pontífice se reunirá com todos os cardeais da Cúria Romana para se despedir. O encontro está previsto para começar às 11h.

No final da tarde, Bento 16 pegará um helicóptero que o levará até o Castelo de Gandolfo, no sul de Roma, onde passará os dois primeiros meses de sua renúncia.

Antes da partida, Bento 16 deve ainda publicar um “Motu Proprio” –documento que serve para designar indicações normativas– para definir alguns pontos da Constituição Apostólica e poder antecipar o conclave, além de modificar algumas das regras relacionadas às orações e aos rituais da eleição do novo pontífice.

A renúncia

O papa Bento 16 anunciou sua renúncia no dia 11 de fevereiro em um discurso pronunciado em latim durante um encontro de cardeais no Vaticano. Ao justificar sua decisão, o pontífice de 85 anos alegou fragilidade por conta da idade avançada.

“Após ter examinado perante Deus reiteradamente minha consciência, cheguei à certeza de que, pela idade avançada, já não tenho forças para exercer adequadamente o ministério petrino”, disse o papa.

O pontífice afirmou ainda que “no mundo de hoje (…), é necessário o vigor tanto do corpo como do espírito, vigor que, nos últimos meses, diminuiu em mim de tal forma que eis de reconhecer minha incapacidade para exercer bem o ministério que me foi encomendado”.

“Por esta razão, e consciente da seriedade deste ato, em completa liberdade, eu declaro que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro”, acrescentou Bento 16.

O Vaticano negou que uma doença tenha sido o motivo da renúncia. Mas, segundo o jornal “O Estado de S.Paulo”, uma disputa interna de poder praticada por ex-aliados nos últimos meses pode ser uma das razões para a tomada de decisão do pontífice. Esta é a primeira vez na era moderna que um papa da Igreja Católica renuncia ao pontificado.
Já o jornal italiano “La Reppublica” relacionou à renuncia do pontífice a um relatório com cerca de 300 páginas sobre o escândalo do vazamento de documentos confidenciais da Santa Sé, redigido por três cardeais e entregue à Bento 16 em dezembro de 2012. O Vaticano reconheceu a existência do documento, mas descartou qualquer relação com a decisão do papa.
A renúncia de bento 16 será oficializada no dia 28 de fevereiro. E o cargo ficará vago até a eleição do próximo papa. A expectativa é  que o Conclave de cardeais, eleja um novo papa ainda em março, antes da Páscoa.O Vaticano anunciou que a eleição deve começar entre 15 e 20 de março. A data, no entanto, pode ser adiantada para o dia 10, caso os cardiais cheguem ao país.
Cinco cardeais brasileiros deverão participar do conclave. Segundo a última lista do Vaticano, há um total de 116 cardeais aptos a votar no próximo papa. Para participar da papa, o cardeal precisa ter menos de 80 anos. O Brasil tem um total de nove integrantes no Colégio Cardinalício do Vaticano, mas quatro deles já ultrapassaram a idade limite.
Em sua primeira aparição pública desde o anúncio da renúncia, o papa Bento 16 disse que tomou a decisão “pelo bem da igreja”. Bento 16 agradeceu pelo “amor” e apoio dos fieis.
“Queridos irmão e irmãs, como sabem, decidi renunciar ao ministério que o Senhor me confiou em 19 de abril de 2005. Faço isso em plena liberdade pelo bem da igreja, depois de ter rezado muito e após examinar minha consciência diante de Deus, “, declarou Bento 16 diante de um salão lotado com cerca de 10 mil pessoas no Vaticano, onde foi ovacionado.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment