Aos domingos, rota ciclística vai ligar Paulista ao centro de SP

A avenida Paulista, que ganhou ontem uma ciclofaixa de lazer, terá um caminho para bicicletas que a ligará ao centro histórico de São Paulo aos domingos, das 7h às 16h.

Ele deve ser inaugurado em duas semanas, segundo anúncio feito pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD) ontem, um mês antes das eleições.

O caminho sairá da praça Osvaldo Cruz, onde começa a ciclofaixa da Paulista, passará pelas avenidas Bernardino de Campos e Vergueiro, onde ciclistas usarão a motofaixa, e chegará à praça da Sé.

No centro histórico, o caminho se interligará à ciclorrota, que passará pelo pátio do Colégio, Teatro Municipal, biblioteca Mário de Andrade e largo São Francisco.

“Os pais poderão levar os filhos para ver os equipamentos culturais. Será uma ação importante de recuperação do centro”, afirmou Kassab.

Segundo ele, até o final do ano, haverá ainda a interligação entre a ciclofaixa da Paulista e a que passa pelos parques Ibirapuera e Villa-Lobos -a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), responsável pelo projeto, afirmou que ontem não teria como dar detalhes do trajeto.

O órgão não soube precisar também quantos ciclistas usaram a Paulista na inauguração da nova ciclofaixa, que percorre os 2,5 km de extensão entre a praça Osvaldo Cruz e a rua da Consolação, dos dois lados da avenida.

O novo trajeto foi comemorado pelos ciclistas que lotaram o percurso, mas o grande fluxo de bicicletas deixou o trajeto lento e gerou reclamações. “A cidade está precisando de mais ciclovias. A aglomeração é muito grande”, disse Rony Botelho, 42, morador do Bom Retiro, que pedalava com o filho Davi, 8.

Outros usuários também se incomodaram com as paradas obrigatórias nos semáforos da avenida e com ciclistas que circulavam na via com banners de candidatos.

Com uma faixa a menos para carros, o trânsito ficou lento para os veículos que circulavam na região à tarde.

Muitos ciclistas também aproveitaram a inauguração da ciclofaixa para criticar a falta de projetos da prefeitura para que a bicicleta possa ser utilizada nos dias de semana como um meio de transporte na cidade.

“Cada vez mais, os ciclistas usam a Paulista como trajeto para ir trabalhar”, afirmou Cláudio Bueno, 41, que levou as filhas, de sete e oito anos, para pedalar ontem.

A via foi palco de dois acidentes recentes envolvendo bicicletas e ônibus que causaram a morte de ciclistas.

A CET afirma que não considera a Paulista uma avenida adequada para bicicletas. Por isso, a empresa decidiu fazer a ciclofaixa, mas apenas aos domingos, quando o fluxo de veículos é menor.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment