Antecipação total do Bolsa Família só ocorreu uma vez na gestão Dilma

A antecipação de todo o calendário de pagamento do Bolsa Família no mês passado, na véspera dos boatos que causaram tumultos em 13 Estados, foi a única decisão desse tipo que a Caixa Econômica Federal tomou no governo Dilma Rousseff.

Ao menos desde 2011, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pelo programa, não houve nenhuma outra mudança nacional no calendário.

O dado destoa de afirmações dadas até então pelo banco para justificar a mudança sem aviso prévio. A Caixa, num primeiro momento, disse que esse tipo de medida já havia sido adotado antes, entre outras situações, para aperfeiçoar o sistema, sem registro de incidentes.

Ontem, o banco mudou a versão e disse que essas situações podem ensejar a antecipação, mas não necessariamente ocorreram.

Segundo o ministério, todas as antecipações de pagamento no governo Dilma foram pontuais, a municípios em situações de calamidade ou emergência, e nunca com abrangência nacional.

Tanto a Caixa quanto o ministério não informaram se houve antecipações semelhantes no governo Lula.

APURAÇÃO

O pagamento antecipado de todo o Bolsa Família é hoje a principal linha de investigação da Polícia Federal sobre a origem dos boatos que causaram os tumultos no mês passado. Na ocasião, a corrida aos caixas eletrônicos da Caixa foi motivada por boatos de que o programa seria extinto ou, em outra frente, de que pagaria um bônus relativo ao Dia das Mães.

À época, a Caixa informou que a antecipação havia ocorrido só após os tumultos, com o objetivo de evitar novos transtornos.

Dias depois, confrontada com reportagem da Folha que revelou a antecipação do pagamento na véspera do boato, a Caixa voltou atrás, reconhecendo ter liberado R$ 2 bilhões de uma só vez nas contas de 13,8 milhões de famílias em todo o país.

O banco disse que antecipou o calendário em busca de “melhorias no cadastro”, admitiu o equívoco das informações e pediu desculpas.

CRIME

O calendário oficial do Bolsa Família obedece a uma divisão do pagamento em dez dias, de acordo com o final do cartão do beneficiário.

Famílias com o registro de final “um”, por exemplo, podem receber com até dez dias de antecedência do que aquelas que possuem cartão de final “nove” ou “zero.”

Os tumultos do mês passado levaram integrantes do governo e do PT a culparem a oposição. Sem indicar responsáveis, Dilma chamou de “criminoso” e “absurdamente desumano” o responsável por espalhar a falsa notícia.

A revelação de que a informação inicial da Caixa não era correta levou a oposição a pressionar a PF para acelerar a investigação e a pedir que Dilma fosse à TV pedir desculpas à população.

Loading...
Related Video
 

About the author

More posts by carol

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment